Timidez não é destino

Timidez não é destino

O tímido, em geral, se cola ao rótulo da timidez, sem perceber que isso faz com que acabe perpetuando comportamentos que o limitam.

A timidez pode ser traduzida como medo de ser aceito, de não ser bom o suficiente. Em geral, o indivíduo considerado tímido tem uma baixa autoestima e não se valoriza.

Possui uma necessidade imensa de aprovação dos outros e prefere abrir mão dos seus desejos a correr o risco de ser rejeitado. Sim, porque quem se sente tímido diante das outras pessoas, não suporta a idéia de expor seus sentimentos sem ter certeza de que será acolhido.

Não podemos, porém, confundir o que uma pessoa é, a sua identidade, com seus comportamentos.

Não se é tímido. O comportamento do indivíduo é que pode se expressar com timidez, levando-o a ser considerado tímido. Em outras palavras, a timidez é a expressão da insegurança e da dificuldade para tomar iniciativas, no contexto social e de relacionamentos.

Aquele que é considerado tímido tem muito medo de errar e de ser inadequado.

Como transformar a timidez?

Para isso é preciso destravar o botão que mantém a pessoa ligada no que os outros vão pensar. Além disso, romper a timidez depende da decisão de promover novos hábitos na vida.

Como um atleta que não nasce pronto, mas cumpre uma programação de exercícios físicos, alimentação correta, sono regular, libertar-se da timidez também exige mudanças no modo de pensar e de atuar no mundo.

Como, por exemplo:

Cuidar para não ficar se julgando e ruminando palavras ditas ou não ditas.

Experimentar novas formas de se expressar, ousando mostrar suas emoções. Mesmo que isso não seja confortável, no início, faz uma diferença importante.

Se você sofre por se julgar tímido, mude de ponto de vista e experimente olhar com novos olhos. Um dos fatores que alimenta a timidez é medo dos próprios fantasmas.


Exercite a comunicação, falando com o maior número de pessoas que conseguir. Mostre interesse pela vida do outro, descubra pontos em comum para manter uma conversação, expresse suas opiniões com tranqüilidade.

Principalmente, se aceite como você é.

Não existem modelos a ser seguidos. Tudo começa a se transformar quando você descobre que você já é tudo o que deseja ser.

Jael Coaracy - Psicóloga, (CRP 40501) Certificação Internacional como Master Personal & Executive Coach, Coaching Sistêmico - Berlin Institut, Especialização em Terapia Racional Emotiva Comportamental - Albert Ellis Institute, New York, Master em PNL - Berlin Institut. Autora do livro "Vai Dar Certo - atitudes de alto impacto para mudar sua vida (Ed. Best Seller - na terceira edição). Autora do áudio-livro "O amor que você busca está à sua procura". Promove workshops voltados para desenvolvimento pessoal e relacionamentos. Contatos: jaelcoaracy@gmail.com / http://www.vaidarcerto.com.br

Comente

 

Fábio Jr. se casa pela 7ª vez

Famosos que já se casaram MUITAS vezes

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

alimentaçãomassagememagrecermusculaçãobumbumnutriçãovarizestpmmenstruaçãoosteoporosedepressãotriglicéridesvidaalongamentoansiedadedietacolesterolamamentaçãopartoabortogranolagripenutricionistaleg presssibutraminabepantoldieta dukandieta detoxzumbadieta ravenna