Tratamento para micoses e unhas encravadas

unhas encravadas

Na ânsia de manter as cutículas bem aparadas, muitas vezes a gente acaba exagerando nos cuidados. Quem não tem muita prática e se arrisca a fazer as unhas em casa corre o risco de ter as unhas inflamadas, irritadas ou até enfraquecidas. Veja como você pode evitar micoses e unhas encravadas:

Unhas encravadas

"Na maioria das vezes isso acontece porque temos o hábito de cortar os cantos das unhas", explica a podóloga Isabel Pereira. Segundo a especialista, o uso de sapatos de pontas finas também facilita o encravamento. Em crianças recém-nascidas, macacões com pés fechados podem ocasionar o problema se não forem bem folgados.

A universitária Maria Isabella Garcia conhece bem o sofrimento de uma unha encravada. "Eu fui à pedicure e fiz as unhas do pé. À noite tinha um evento e coloquei sapatos fechados. No outro dia, não consegui colocar o pé no chão", conta.

Os dedos mais atingidos por esse mal são os dos pés - sobretudo os "dedões", nos quais as unhas encravam quase sempre pelos cantos. Isabel explica que a dor se torna insuportável. Em muitos casos, a pele ao redor da unha fica inflamada, inchada e avermelhada, até eliminar pus ou carne esponjosa (granuloma piogênico).

O tratamento varia a cada caso. Desde medidas simples, como o afastamento da pele inflamada por um chumaço de algodão, até procedimentos cirúrgicos para remover o tecido inflamado. O podólogo Marcelo Ferreira avisa para nunca tirar a unha, quando ela voltar a crescer, pode encravar novamente.

Micoses

No caso das micoses, o tratamento geralmente é demorado e requer muita paciência. Conforme Ferreira, além de usar comprimidos de compostos antimicóticos ou antifúngicos, ou aplicar um esmalte com composto antifúngico, a pessoa ainda precisa esperar que a unha cresça, mesmo que a melhora não apareça nos primeiros dias. “Uma unha normal e sadia cresce cerca de dois milímetros por mês. Para que sua unha doente possa recuperar-se integralmente, é preciso usar esmalte terapêutico para unhas com freqüência”, explica o podólogo.

O especialista recomenda cortar as unhas o mais rente possível antes da primeira aplicação do esmalte. "Com uma lixa grossa, lixar a unha o máximo possível até atingir a parte boa e sadia. O restante da unha ficará então mais fina. Em seguida, aplique um pouco de esmalte terapêutico sobre a unha doente, uma ou duas pinceladas é o suficiente", explica.

Comente

 
Assuntos relacionados: mãos unhas unhas decoradas

Especiais VilaMulher

Quiz de Celebridades!

Quem é mais jovem?

Últimas

Top Temas

perfumescelulitepiercingbumbumestriasesmalteslimpeza de peledepilaçãobatomdicas de maquiagemacnenamoropeelingtatuagensaxilasdicas de belezasobrancelhamaquiagem para noitemaquiagem passo a passobepantolbb creammaquiagem para casamentounhas decoradas passo a passo